Criação

O japonês Jigoro Kano, que era pequeno e fraco começou a praticar Ju-Jitsu aos 18 anos. Depois de algum tempo, observou que suas técnicas poderiam ter um valor educativo.

Seu objetivo era transformar aquela tradicional arte-macial num esporte que pudesse trazer benefícios para o homem.

Criou então um método próprio, a que chamou de judô, eliminando os golpes que poderiam provocar lesões. Com esta adequação educacional o judô foi transformado em disciplina de educação física nas escolas.


Significado

Em 1882, o professor Jigoro Kano fundou o Instituto Kodokan, marcando também o nascimento do judô. O judô é destinado a formação e preparação integral do homem através das atividades físicas de luta corporal e do aperfeiçoamento moral. A palavra judô significa "caminho suave".

Jigoro Kano


Praticar judô é educar a mente a pensar com velocidade e exatidão, bem como a obedecer com justeza. O corpo é uma arma cuja eficiência depende da precisão com que se usa a inteligência.

Jigoro Kano

PRINCÍPIOS DO JUDÔ

SeiryokuZenyo

Princípio da Máxima Eficiência com o mínimo de esforço do corpo e o espírito.

JitaKyoei

Princípio da Prosperidade e Benefícios Mútuos.


Código Moral

Visando fortalecer o caráter filosófico da prática do judô e fazer com que os praticantes do judô crescessem como pessoas, o mestre Jigoro Kano idealizou um código moral baseado em oito princípios básicos:

Cortesia, para ser educado no trato com os outros;

Coragem, para enfrentar as dificuldades com bravura;

Honestidade, para ser verdadeiro em seus pensamentos e ações;

Honra, para fazer o que é certo e se manter de acordo com seus princípios;

Modéstia, para não agir e pensar de maneira egoísta;

Respeito, para conviver harmoniosamente com os outros;

Autocontrole, para estar no comando das suas emoções;

Amizade, para ser um bom companheiro e amigo.